Demonstrador virtual
Oficina CEER
 11-01-2012
PIEP REPRESENTA PORTUGAL EM REDE DE MATERIAIS VERDES PARA O AUTOMÓVEL

Projeto GreenMotion visa impulsionar a utilização e criação de materiais eco-sustentáveis O Polo de Inovação em Engenharia de Polímeros (PIEP), sediado na Universidade do Minho, representa Portugal na rede ibérica GreenMotion, que visa impulsionar a utilização e a criação de materiais verdes no ramo automóvel. O consórcio tem ainda como cofundadores o Centro Tecnológico Automóvel da Galiza (CTAG) e o Centro de Inovação e Serviços Tecnológicos da Madeira (CIS-Madera), sendo apoiado pela UE, com fundos FEDER do Programa Operacional de Cooperação Transfronteiriça Espanha-Portugal. O GreenMotion pretende aumentar a competitividade das empresas produtoras de peças automóvel na euro-região Norte de Portugal/Galiza, através de uma plataforma virtual que lhes proporcione, de forma próxima e acessível, toda a informação sobre materiais ecológicos que se poderiam utilizar no setor, promovendo assim a sua incorporação em veículos. As empresas interessadas podem registar-se gratuitamente na plataforma, em www.greenmotionproject.com. A inscrição permite aceder – além das notícias, eventos e resultados – a uma base de dados de projetos e materiais ecológicos, contendo a descrição detalhada de cada um deles, incluindo os aspetos técnicos, o impacto ambiental, o preço e a disponibilidade no mercado. Empresas desafiadas a inovar Por exemplo, pode-se aceder a um “tablier” virtual e, ao clicar nos componentes, ver plásticos usados hoje em dia e as suas alternativas eco-sustentáveis. Prevê-se usar bioplásticos comerciais com diferentes características e plásticos de base petroquímica, misturados com fibras de madeira, para a sua utilização massiva. O PIEP-UMinho é o responsável do consórcio pelo desenvolvimento de novas formulações de materiais de plástico com madeira e pela sua validação para estas aplicações, explica a diretora-geral adjunta do PIEP, Ana Rita Campos. A meta final do GreenMotion é incentivar a criação de projetos inovadores neste âmbito. Para isso, as empresas registadas podem publicar as suas ideias na plataforma, lançar buscas de parceiros para levá-las a cabo e, em paralelo, ter assessoria e formação personalizada dos membros da rede. O PIEP está sediado no campus de Azurém, em Guimarães, tendo como fundadores a Associação Empresarial de Portugal, a Associação Portuguesa da Indústria de Plásticos, a UMinho e as empresas Amorim Cork Composites, Alfatubo, Augusto Guimarães & Irmão, Celoplás, Cires, Fehst, Inplás, Inteplástico, Irmãos Bernardes, Logoplaste, Key Plastics, Microplásticos, Periplast, Plasfil, Plastidom, Probos, Pronefro, Simoldes, Sival e Uponor. Os sócios aderentes são a Agência Portuguesa para o Investimento, IAPMEI, a Câmara de Guimarães, o Centro Tecnológico da Indústria de Moldes, Ferramentas Especiais e Plásticos e as firmas Amtrol-Alfa, Ancal, AtlProjeto GreenMotion visa impulsionar a utilização e criação de materiais eco-sustentáveis O Polo de Inovação em Engenharia de Polímeros (PIEP), sediado na Universidade do Minho, representa Portugal na rede ibérica GreenMotion, que visa impulsionar a utilização e a criação de materiais verdes no ramo automóvel. O consórcio tem ainda como cofundadores o Centro Tecnológico Automóvel da Galiza (CTAG) e o Centro de Inovação e Serviços Tecnológicos da Madeira (CIS-Madera), sendo apoiado pela UE, com fundos FEDER do Programa Operacional de Cooperação Transfronteiriça Espanha-Portugal. O GreenMotion pretende aumentar a competitividade das empresas produtoras de peças automóvel na euro-região Norte de Portugal/Galiza, através de uma plataforma virtual que lhes proporcione, de forma próxima e acessível, toda a informação sobre materiais ecológicos que se poderiam utilizar no setor, promovendo assim a sua incorporação em veículos. As empresas interessadas podem registar-se gratuitamente na plataforma, em www.greenmotionproject.com. A inscrição permite aceder – além das notícias, eventos e resultados – a uma base de dados de projetos e materiais ecológicos, contendo a descrição detalhada de cada um deles, incluindo os aspetos técnicos, o impacto ambiental, o preço e a disponibilidade no mercado. Empresas desafiadas a inovar Por exemplo, pode-se aceder a um “tablier” virtual e, ao clicar nos componentes, ver plásticos usados hoje em dia e as suas alternativas eco-sustentáveis. Prevê-se usar bioplásticos comerciais com diferentes características e plásticos de base petroquímica, misturados com fibras de madeira, para a sua utilização massiva. O PIEP-UMinho é o responsável do consórcio pelo desenvolvimento de novas formulações de materiais de plástico com madeira e pela sua validação para estas aplicações, explica a diretora-geral adjunta do PIEP, Ana Rita Campos. A meta final do GreenMotion é incentivar a criação de projetos inovadores neste âmbito. Para isso, as empresas registadas podem publicar as suas ideias na plataforma, lançar buscas de parceiros para levá-las a cabo e, em paralelo, ter assessoria e formação personalizada dos membros da rede. O PIEP está sediado no campus de Azurém, em Guimarães, tendo como fundadores a Associação Empresarial de Portugal, a Associação Portuguesa da Indústria de Plásticos, a UMinho e as empresas Amorim Cork Composites, Alfatubo, Augusto Guimarães & Irmão, Celoplás, Cires, Fehst, Inplás, Inteplástico, Irmãos Bernardes, Logoplaste, Key Plastics, Microplásticos, Periplast, Plasfil, Plastidom, Probos, Pronefro, Simoldes, Sival e Uponor. Os sócios aderentes são a Agência Portuguesa para o Investimento, IAPMEI, a Câmara de Guimarães, o Centro Tecnológico da Indústria de Moldes, Ferramentas Especiais e Plásticos e as firmas Amtrol-Alfa, Ancal, Atlantasteps, Equipack, Isolago, Joamar, LN Moldes, Motoman Robotics Ibérica, Olesa, Plasdan, Plastaze, Polisport Plásticos, Reopoly, Selenis, Sicor e Vidropol. Em anexo segue a imagem do tablier virtual que é utilizado como demonstrador dos resultados. Mais informações Ana Rita Campos (diretora-geral adjunta do PIEP) – 253510069 /50, r.campos@piep.pt antasteps, Equipack, Isolago, Joamar, LN Moldes, Motoman Robotics Ibérica, Olesa, Plasdan, Plastaze, Polisport Plásticos, Reopoly, Selenis, Sicor e Vidropol. Em anexo segue a imagem do tablier virtual que é utilizado como demonstrador dos resultados. Mais informações Ana Rita Campos (diretora-geral adjunta do PIEP) – 253510069 /50, r.campos@piep.pt