Oficina CEER
 02-03-2012
A UP NO FANTASPORTO

O festival internacional Fantasporto tem explorado, desde a sua fundação, as importantes relações entre o cinema, as artes e as ciências. O tema da edição de 2012, em que se celebra o 30º aniversário do filme Blade Runner, estreado no Fantas em 1983, é "O Futuro". A Faculdade de Ciências da Universidade do Porto associou-se ao Fantas, através de uma exposição dedicada a tecnologias de imagem avançadas e pouco convencionais, mas surpreendentes e de elevado potencial artístico.

Mais concretamente, a colaboração entre a FCUP e o Fantasporto será materializada em duas vertentes. A primeira - em estreia nacional - consiste na produção de uma exposição de hologramas e tecnologias ópticas, de carácter único e visualmente apelativa; esta exposição inclui um holograma, de características únicas, preparado especialmente para o Festival. A segunda vertente consistirá na participação de membros da FCUP em debates públicos e palestras relacionados com o tema do Fantas, "O Futuro".

A exposição de hologramas e tecnologias óticas.

A exposição de hologramas será inaugurada no mesmo dia que o próprio festival e estará patente ao público durante a duração do mesmo. Incluirá cerca de uma quinzena de hologramas - na sua maioria produzidos no Departamento de Física e Astronomia da FCUP, ou da autoria de alumni da FCUP - destaque para o retrato holográfico do antigo Presidente da República Portuguesa, Jorge Sampaio, realizado aquando da sua visita à Faculdade de Ciências em 2003, e ainda o primeiro holograma feito em Portugal, na FCUP, no início da década de 80.

Serão também exibidos hologramas artísticos realizados pelas duas únicas artistas holográficas do país (ambas antigas alunas da FCUP), e ainda hologramas da coleção do Museu de Ciência da Universidade do Porto. A exposição irá abranger hologramas de transmissão (os quais geralmente necessitam de um laser para a sua visualização), hologramas de reflexão (que podem ser vistos com luz convencional) e mesmo hologramas de reflexão digitais a cores (obtidos com o auxílio de simulação computacional e posteriormente gravados em filme holográfico de alta-resolução).

A exposição incluirá também um conjunto de fotografias estereoscópicas antigas da cidade do Porto, numa ilustração do que era já uma tecnologia de imagem "3D" no século XIX. O coordenador da exposição é o Professor Hélder Crespo. ER/FCUP

Fonte: http://noticias.up.pt