Oficina CEER
 06-08-2012
VOLUNTARIADO EM ESCAVAÇÃO ARQUEOLÓGICA

O projeto de "Conservação, Estudo, Valorização e Divulgação do Complexo Mineiro Antigo do Vale Superior do Rio Terva" é uma iniciativa do Município de Boticas, em parceria com a Universidade do Minho, e constitui um projeto-âncora do plano de ação "Aquanatur - Complexo Termal do Alto Tâmega". As sondagens arqueológicas no povoado de Batocas/Lamas da Cidade confirmaram a existência de um importante complexo edificado, inequivocamente associado à exploração mineira em época romana, com vestígios evidentes da fundição de ouro.

O capital de conhecimento já adquirido no desenvolvimento deste projeto, a par da reconhecida importância dos valores patrimoniais do vale superior do Rio Terva - alguns dos quais classificados ou em vias de classificação - justificou um esforço de convergência de interesses e de ações, para garantir uma valorização sustentada e uma gestão integrada do valioso património identificado, tendo em vista promover a sua difusão alargada, a criação de serviços, o aumento da oferta cultural de Boticas e a internacionalização da história milenar e da identidade do seu território.

Neste sentido, o Município de Boticas e a Universidade do Minho renovaram o seu protocolo de colaboração, reforçando as bases da cooperação existente, com o objetivo de promover um ambicioso projeto cultural que tem em vista a criação do Parque Arqueológico do Vale do Terva (PAVT). Nesse quadro, entendeu-se oportuno implementar uma atividade que proporcionasse, simultaneamente, o contato com os valores patrimoniais do vale superior do Terva e com as investigações aí em curso, na forma da participação voluntária nos trabalhos arqueológicos a decorrer no povoado romano das Batocas, Ardãos.

Inscrições

Os interessados em participar devem inscrever-se previamente, através da ficha de inscrição em anexo, que após devidamente preenchida deve ser enviada para o(s) e-mail(s) sec@uaum.uminho.pt e/ou arqinfo@uaum.uminho.pt. A escavação no povoado das Batocas é aberta a maiores de 18 anos, que podem inscrever-se por quinzena (há oito vagas em cada quinzena). A inscrição inclui alimentação, estadia e seguro. A direção científica e coordenação técnica cabe a Luís Fontes, coadjuvadi por Mafalda Alves, ambos da UAUM.

Fonte:www.uminho.pt