Oficina CEER
 14-03-2008
A U.Porto é a Universidade portuguesa com maior número de estudantes Erasmus

São os últimos dados disponibilizados pela Agência Nacional sobre estudantes de mobilidade Erasmus. No ano académico 2005/2006, a U.Porto foi a Universidade portuguesa que mais estudantes estrangeiros recebeu ao abrigo do Programa Socrates/Erasmus (512), sendo também a que apresentou maior número de estudantes a sair do país, nesse ano, ao abrigo do mesmo programa de mobilidade (524).

A Universidade do Porto é, assim, a primeira Universidade portuguesa no Top 100 das Instituições de Ensino Superior Europeias referente à Mobilidade Erasmus. Ocupa o primeiro lugar a nível nacional (e o 33º a nível europeu) do "Incoming Erasmus Student Mobility" e também o primeiro a nível nacional (que corresponde ao 40º europeu) do "Outgoing Erasmus Student Mobility". Mas não só.

É a Universidade portuguesa com o maior número de professores a leccionarem noutros estabelecimentos de Ensino Superior ao abrigo do programa Erasmus. Ocupa a 43ª posição a nível europeu (e a 1ª a nível nacional). Já no que diz respeito ao acolhimento de professores de mobilidade está em 16º lugar a nível europeu, sendo, a nível nacional, apenas ultrapassada pela Universidade de Coimbra que se encontra no 14º lugar.

Desde 1990 e até o ano lectivo de 2007/2008, durante este período de participação no âmbito do Erasmus, o Serviço de Relações Internacionais encaminhou cerca de 5.700 estudantes para universidades estrangeiras (Outgoing) e acolheu perto de 4.700 estudantes vindos de fora (Incoming). A contabilidade dos docentes é de 453 a leccionar noutros países (Outgoing) e 320 professores estrangeiros (Incoming) a dar aulas na U.Porto.

Só este ano lectivo de 2007/2008 a U.Porto já recebeu 548 estudantes estrangeiros e orientou perto de 600 estudantes da casa que partiram ao abrigo do Erasmus.

Ainda este ano lectivo, mas numa perspectiva de mobilidade geral, vieram de universidades estrangeiras para a U.Porto cerca de 1060 estudantes, de referir que, entre eles, 445 são de nacionalidade brasileira, quatro vieram do Chile e um do Peru. Da Universidade do Porto 735 estudantes partiram à descoberta de outras formas de aprender. E de viver. AS/REIT