Oficina CEER
 10-02-2017
ALUNOS DE INFORMÁTICA DA UMINHO APRESENTAM NOVE PROJETOS A EMPRESÁRIOS

Os estudantes de Engenharia Informática da Universidade do Minho apresentam esta sexta-feira, às 14h00, na empresa Primavera, em Braga, os seus projetos a um conjunto de empresários e especialistas, tentando a sua sorte para entrar no mercado. Os nove projetos de software foram criados numa unidade curricular do 5º ano do mestrado, em estreita ligação com empresas e clientes finais, e designam-se Focus, IURIS, APHELION, MyDo, Pet4U, Homecook, Dominium, eaze e beeFit. A entrada é livre.

Na área da saúde, o serviço Focus gere e monitoriza à distância a relação entre personal trainers e os seus alunos, incluindo planos de treino, de nutrição e a conversação. A ferramenta multi-plataforma beeFit rentabiliza os recursos dos ginásios e promove uma experiência de treino positiva aos utentes. A aplicação eaze, para a Apple, quer ser o primeiro assistente médico de bolso inteligente, através de um motor de inteligência artificial, auxiliando o utilizador na sua rotina médica e na prevenção. O software Homecook ajuda a planear dietas saudáveis e variadas, tendo até receitas e refeições selecionadas por uma equipa de provedores. Quanto ao sistema Pet4U, simplifica a interligação entre as clínicas veterinárias e os tutores de animais, além de partilhar dicas médicas e eventos.

Noutras áreas, a plataforma web IURIS permite validar o cumprimento da lei no direito da família, automatizando processos como a relação de bens e o mapa de partilhas. Já a tecnologia MyDO dá autonomia para o cliente do restaurante fazer pedidos online e permite ainda ao gerente consultas de gestão. Há também dois jogos que virtualizam o mundo real. APHELION usa o dispositivo móvel como arma, permitindo lutar por equipas e em todo o mundo. Em Dominium, o jogador combina as suas capacidades físicas e intelectuais com as mecânicas de jogo e as necessidades da equipa para disputar o controlo de territórios.

“Os estudantes e docentes envolvidos esperam que esta sessão dê visibilidade aos vários projetos e que o mercado absorva as propostas de negócio, reforçando assim a posição de referência que o mestrado de Engenharia Informática da UMinho assume neste domínio”, refere o professor catedrático João Fernandes.

Fonte: www.uminho.pt