Oficina CEER
 05-04-2018
SÃO CINCO OS CANDIDATOS A REITOR DA UNIVERSIDADE DO PORTO

São cinco os candidatos definitivamente admitidos à eleição de Reitor da Universidade do Porto para o mandato 2018-2022. Pela primeira vez na história da instituição, são mais os candidatos de nacionalidade estrangeira do que os candidatos portugueses.

Depois de analisadas as candidaturas apresentadas, a Comissão Eleitoral aprovou os processos de cinco candidatos: Allen Ross, António Sousa Pereira, Peter Godman, Sebastião Feyo de Azevedo e Xose Rosales Sequeiros. O Conselho Geral da U.Porto elegerá o Reitor da Universidade do Porto para os próximos quatro anos, deliberação sujeita a homologação por parte do Conselho de Curadores da U.Porto.

Allen G. P. Ross é um cidadão canadiano com carreira académica estabelecida na Austrália. Doutorado em Tropical Health pela University of Queensland, é atualmente docente e investigador na Griffith University (Austrália).

António Sousa Pereira é o atual diretor do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) da U.Porto. Licenciado, mestre e doutorado em Medicina pela Universidade do Porto, desenvolveu toda a sua carreira académica no ICBAS, onde atingiu a Agregação em Medicina no ano 2000. Três anos mais tarde, viria a ser eleito pela primeira vez como diretor daquela faculdade, cargo que ainda hoje ocupa.

Peter James Godman, com dupla nacionalidade neozelandesa e britânica, é doutorado em Modern and Medieval Languages pela University of Cambridge (Inglaterra). Atualmente desempenha as funções de Convenor of the Intelligence Seminar da Faculdade de História daquela universidade, depois de 14 anos como professor da Universidade de Roma “La Sapizienza”.

Sebastião Feyo de Azevedo é o atual Reitor da Universidade do Porto, que se candidata para um segundo mandato após 4 anos na condução dos destinos da instituição. Licenciado em Engenharia Química pela U.Porto e doutorado na mesma área pela University College of Swansea (País de Gales), atingiu a Agregação na FEUP em 1996, tendo desempenhado a função de diretor desta faculdade entre 2010 e 2014, imediatamente antes de assumir o cargo de Reitor.

Xose Rosales Sequeiros, cidadão com dupla nacionalidade espanhola e britânica, é doutorado em Applied Linguistics pela University of Greenwich (Reino Unido), exercendo atualmente o cargo de Professor de Multilinguismo na Nazarbayev University (Cazaquistão).

Os cinco candidatos admitidos à eleição do Reitor vão agora ter a oportunidade de expor a sua proposta de plano de ação para os próximos quatro anos numa audição pública que se realiza no dia 24 de abril, no Salão Nobre da Reitoria da U.Porto. Cada candidato será ouvido individualmente, sem a presença dos restantes, dispondo de 30 minutos para a apresentação do respetivo programa, seguindo-se um período de questões pelos membros do Conselho Geral presentes.

A eleição realizar-se-á três dias depois, a 27 de abril, em reunião fechada do Conselho Geral da U.Porto. Recorde-se que o ato eleitoral é executado por escrutínio em voto presencial e secreto entre os 23 membros do Conselho Geral em funções (12 professores e investigadores, 4 estudantes, 1 funcionário não docente e não investigador e 6 personalidades externas cooptadas).

É eleito o candidato que obtenha o voto de mais de metade dos membros presentes. Se nenhum dos candidatos obtiver o voto de mais de metade dos presentes, procede-se a um segundo sufrágio entre os dois candidatos mais votados, sendo eleito o que obtiver mais de metade dos votos dos membros presentes. No caso do segundo sufrágio não ser conclusivo, procede-se a uma terceira volta, sendo eleito o candidato que obtiver maior número de votos dos membros presentes.

A deliberação do Conselho Geral está sujeita à homologação do Conselho de Curadores da Universidade do Porto, após a qual o resultado eleitoral seguirá para publicação no Diário da República.

Fonte: noticias.up.pt