Oficina CEER
 30-04-2018
ANTÓNIO SOUSA PEREIRA SERÁ O PRÓXIMO REITOR DA U.PORTO

António Sousa Pereira foi hoje eleito Reitor da Universidade do Porto para o mandato 2018-2022.

O ainda diretor do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) venceu as eleições à primeira volta, reunindo 12 dos 23 votos registados pelos membros do Conselho Geral da U.Porto, contra os 11 de Sebastião Feyo de Azevedo, atual Reitor da Universidade.

Em comunicado, o Conselho Geral da U.Porto manifestou “a sua satisfação pela forma como decorreu o processo para eleição do Reitor da Universidade do Porto e, em particular, pelo elevado nível de qualidade das quatro candidaturas finalistas“, agradecendo a todos os candidatos “a disponibilidade demonstrada para o exercício do cargo”.

António Manuel de Sousa Pereira nasceu a 17 de outubro de 1961 (57 anos de idade), na freguesia de Ramalde, cidade do Porto. Licenciado, mestre e doutor em Medicina pelo ICBAS, foi nesta faculdade da Universidade do Porto que desenvolveu toda a sua carreira académica, tendo prestado as provas de agregação na área de Anatomia no ano 2000. Quatro anos mais tarde, e já na qualidade de Professor Catedrático (desde 2002), viria a ser eleito pela primeira vez como diretor da faculdade, cargo que ocupa até à atualidade.

Apresentou-se a esta eleição com um plano de ação que, segundo o próprio, “visa reforçar a Universidade do Porto no papel de grande instituição nacional e internacional comprometida com o desenvolvimento regional e nacional através do ensino e investigação de excelência”.

Neste documento que permite antever o programa de governo da Universidade do Porto para os próximos quatro anos, o então candidato apresentava já o rumo da sua atuação em caso de vitória: “se for eleito Reitor da Universidade do Porto, atuarei de forma a garantir a participação ativa de todos, a democraticidade na tomada de decisões e promoverei a autonomia e a subsidiariedade, fomentando a transparência, a coordenação e a obtenção de compromissos nos processos de decisão que se querem descentralizados, tanto quanto possível”.

Para além de Diretor do ICBAS, é membro do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida eleito pela Assembleia da República, Vice-Presidente do Conselho Estratégico do Instituto Português de Oncologia do Porto, membro do Conselho Diretivo do Centro Académico Clínico ICBAS/Centro Hospitalar do Porto e do Conselho estratégico do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho.

Entre os cargos que exerceu, dentro e fora da academia, incluem-se ainda os de Presidente do Conselho Nacional de Ensino e Educação Médica da Ordem dos Médicos, consultor do Governo da República Dominicana para a avaliação da Reforma das Escolas de Medicina (2016-2017), ou membro do Conselho de Administração da ORPHEUS – Organisation of PhD Education in Biomedicine and Health Sciences in European System (2013-2016).

Enquanto investigador, colaborou na organização e informatização do Registo Oncológico de Base Populacional, que constituiu o primeiro registo oncológico de base populacional feito em Portugal, reconhecido pela Organização Mundial de Saúde. Colaborou com a Entidade Reguladora da Saúde, tendo integrado a equipa que idealizou, criou, implementou e coordenou o projeto SINAS – Sistema Nacional de Avaliação de Saúde, que visa avaliar a qualidade global dos serviços de saúde em Portugal.

Nos últimos anos, desenvolveu a sua atividade de investigação na área da gestão universitária e políticas de saúde. Entre outros projetos internacionais, coordenou e participou no estudo “Guidelines for Accreditation and Quality Assurance of Health Care Units Used for Teaching in Undergraduate Medicine”, em parceria com o Imperial College.

A eleição de António Sousa Pereira foi já homologada pelo Conselho de Curadores, tal como exigido pelos Estatutos da Universidade. No comunicado oficial sobre a homologação, o Conselho de Curadores fez questão de “prestar homenagem ao ao Reitor cessante”, assinalando “o apreço pelo trabalho desenvolvido”, assim como deixou ao Reitor eleito votos de “um mandato bem-sucedido, que contribua para o progresso e prestígio da Universidade do Porto”.

A data da cerimónia de tomada de posse do novo Reitor da U.Porto será definida brevemente, sendo expectável que se realize em meados do mês de junho.

Fonte: noticias.up.pt